SISTEMA ISOPRED DE GESTÃO TÉCNICA PREDIAL

O SISTEMA ISOPRED propicia aos usuários excelentes benefícios na gestão técnica e transparência de informações.

O SISTEMA ISOPRED GERENCIA OS SEGUINTES SERVIÇOS:

  • Projeto e Renovação de Sistemas de Combate a Incêndio - AVCB;

  • Gestão de Sistemas de Inspeção Técnica Predial, Laudos e Perícias;

  • Gestão de Obras & Reformas Prediais;

  • Gestão de Manutenção Técnica de Equipamentos Prediais;

  • Consulta Técnica.

  • Boletim Informativo.

MÓDULOS DO SISTEMA ISOPRED:

1. Módulo A: Combate a Incêndio;

2. Módulo B: Inspeção Técnica;

3. Módulo C: Obras & Reformas

4. Módulo D: Manutenção Técnica;

5. Módulo E: Consultas Técnica;

6. Módulo F: Boletim Informativo;  

OS MÓDULOS DO SISTEMA ISOPRED PODEM SER ADQUIRIDOS INDIVIDUALMENTE OU NA SUA TOTALIDADE

RESPONSABILIDADE TÉCNICA:

O SISTEMA ISOPRED estabelece um responsável técnico Engenheiro ou Arquiteto para cada edificação. Este profissional faz o acompanhamento de todas as atividades técnicas relativas aos módulos contratados do ISOPRED.

      BENEFÍCIOS PARA O USUÁRIO:

  • Elaboração de site exclusivo para cada edificação com segurança e privacidade das informações da edificação;

  • Gestão transparente das  informações técnicas em tempo real;

  • Confiabilidade na realização das atividades com supervisão técnica de profissional habilitado;

  • Responsabilização técnica pela edificação por profissional habilitado legalmente;

  • Ganhos econômicos considerando que o SISTEMA ISOPRED tem baixo custo de aquisição;

  • Redução de custos nas diversas atividades, considerando a eficiência proveniente do expertise das atividades controladas;

  • Realização de atividades dentro das normas técnicas e códigos de obras estabelecidos no Brasil.

  • Garantia da legalidade das execução das atividades técnicas com segurança jurídica para os administradores e síndicos;

        PÚBLICO ALVO:

Síndicos e Administradores de Condomínios.

Fundamentos para a utilização da GESTÃO TÉCNICA PREDIAL


Para que moradores e usuários possam usufruir da edificação de forma plena, a segurança tem que ser tratada de forma prioritária por síndicos e administradores de imóveis.


 O Corpo de Bombeiros e as Prefeituras são os órgãos que estabelecem regras e fiscalizam as ações ligadas à segurança e ao uso correto das edificações, e, estão cada vez mais exigentes em relação às normas técnicas e à legislação que são atualizadas constantemente com novas exigências para atender as mudanças de conceitos e de tecnologia.


​Os síndicos e proprietários que não administrarem suas edificações conforme legislação e normas técnicas vigentes correm o risco de receberem processos judiciais, o que pode gerar perda financeira para os proprietários, não ressarcimento de sinistros, perda da tranquilidade para os usuários e desvalorização certa do imóvel.